Mapa do Site    |    Pesquisa
| Actividades Seminários e Jornadas

 

 O Riso e a Comédia

 O Riso e a Comédia
 
9 de Maio de 2013
  
FLUL - Sala de Vídeo (cave)
  
das 11:00 às 13:00

Franklin de Mattos

(Universidade de São Paulo)
 

Rousseau e o riso

Na presente comunicação pretender-se-á mostrar que para Rousseau o riso cômico e mundano exclui e aparta, enquanto o riso feliz da festa popular junta e agrega. O primeiro é um riso aristocrático, de classe, ao passo que o segundo cria laços, por assim dizer, republicanos e, como diria Montesquieu, reforça o amor da pátria e da igualdade.  

 

 

Silvina Pereira

(Universidade de Lisboa)
 

"No grande mar se cria o grande peixe": as comédias de Jorge Ferreira de Vasconcelos e a tradição clássica teatral

As comédias de Jorge Ferreira de Vasconcelos reflectem uma forte presença das fontes teatrais antigas. Os autores greco-latinos são convocados pelo comediógrafo não só pela autoridade que essa nomeação confere mas, também, porque eles cultivam as musas em cujas águas se compraz a dramaturgia vasconceliana, exemplo maior de teatro de inteligência, sátira e riso. Na sua trilogia de ouro: A Comedia Eufrosina, Comedia Ulysippo e Comedia Aulegrafia, o cortesão e humanista português abraça as inovações renascentistas, absorvendo de uma maneira livre e inventiva uma série de fontes múltiplas, e isso é a marca do seu tempo, do seu génio criativo e da sua originalidade artística.