Mapa do Site    |    Pesquisa
| Investigação Projectos Nacionais

Os Annaes de Cornelio Tacito traduzidos em lingoagem portugueza

José Liberato Freire de Carvalho Frontispício d'
Quando, em 1982, João Carlos Alvim republicava as Memórias da Vida de José Liberato Freire de Carvalho (Lisboa: Assírio e Alvim), tirava do total esquecimento o autor desta obra. Com efeito, José Freire de Carvalho (S. Martinho do Bispo, Coimbra, 1772 – Lisboa, 1855) foi um dos principais agentes da propaganda do nosso liberalismo, não só pela acção política em que se envolveu activamente (esteve ligado à Maçonaria, conheceu o exílio em Inglaterra em 1813, teve de se retirar para Coimbra depois da Vilafrancada, e volta a partir para Inglaterra em 1828), mas também pela publicação de diversos artigos (foi redactor e fundador de jornais políticos) que defendem essa ideologia, além de ter levado a cabo a tradução, a partir do francês, de autores como Voltaire, Condillac e Francis Tolop. Numa perspectiva geral, verifica-se o interesse de José Liberato (sobrenome que adoptou depois de abandonar a Ordem de Santo Agostinho, em 1813, “em memória da [sua] alforria”) por autores e textos que respondiam às suas ansiedades políticas e éticas. É nesse sentido que surge também a tradução “para linguagem portuguesa” (publicada em Paris e no Rio de Janeiro em 1830) de uma das obras mais influentes escritas na Antiguidade: os Annales, de Cornélio Tácito. Com efeito, o nosso ponto de vista sobre a história do império romano foi moldado pelas informações transmitidas por aquele que é considerado o maior historiador romano (c.55-c.117 d.C.).

Esta tradução, ainda hoje única no panorama nacional, não conheceu qualquer publicação em Portugal.
***
Assim, é objectivo do Centro de Estudos Clássicos disponibilizar à comunidade académica (dos ramos da História, Literatura, Religião, Etnografia, Ciências Políticas, Direito, etc.) e ao público geral uma excelente tradução (que as notas actualizam), numa publicação de qualidade.

Equipa responsável

Professora Doutora Cristina Pimentel
Dr. Ricardo Nobre
Dr. J. Filipe Ressurreição