Mapa do Site    |    Pesquisa
| Instrumenta Luís da Cruz Digital

O Pródigo

O Pródigo I 

P.e Luís da Cruz, s.j.

 

Prefácio, treslado e notas por J. Mendes de Castro;

Introdução e tradução do prólogo por R. M. Rosado Fernandes

 

Edição: Lisboa: INIC, Centro de Estudos Clássicos, 1989

 

 O Pródigo II

 

Índice

 
Volume I
 
Reprodução Fac-Similada
 
   
Volume II
 
Nota à Edição
5
A modo de Prefácio
7
Poética clássica e Poética jesuítica
13
Ao Leitor benévolo
23
Tragicomédia denominada Pródigo, levada à cena no Teatro público de Coimbra  
39
Personagens da Tragicomédia
39
Prólogo (Argumento): Luc. cap. 15
41
Fala a Penitência
41
 
Acto I
 
Cena I - Neomaclo urde consigo o plano de se ausentar e de extorquir dinheiro ao pai a título de herança
44
Neomaclo, Sósia
45 
Cena II - Fileno, Neomaclo, Sósia
50
Cena III - Argumento: Andrófilo queixa-se da condição dos pais e fala com o filho mais velho
53
Andrófilo, Sósia, Fileno
53
Cena IV - Andrófilo, Sofrónio, Sósia
58
Cena V - Neomaclo, Andrófilo, Sofrónio, Sósia
62
Cena VI - O Pródigo recebe o dinheiro e parte contente
65
Andrófilo, Neomaclo, Sofrónio, Gera, Litano, Polimedes
65
Fim do primeiro acto: Coro
74 
 Acto II
 
Argumento: O Pródigo, na companhia de Fileno, chega a terras estranhas; discute com Dulófobo e vai-se chegando aos sicofantas e foliões
76
Cena I - Neomaclo, Fileno, Dulófobo
76
Cena II - Fileno, Neomaclo, Dulófobo, Pânfago, Gastrófilo, com o bando dos carregadores
83
Cena III - Argumento: O Pródigo é conduzido aos hospício onde se lhe prepara o esbulho de seus bens
94
Pânfago, Artrotrogo, Helvo
94 
Cena IV - Arquédono, Cilindro, Fédromo
97
Cena V - Auquédono, Melpódio
102
Cena VI - Arquédono, Pírrico com os músicos
103
Cena VII - Arquédono, Cilindro, Anarco
104
Cena VIII - Arquédono, Cilindro, Anarco, Neomaclo, Fileno, Pânfago, Gastrófilo, Dulófobo
106
Cena IX - Argumento: Para divertir o Pródigo, os Sicofantas servem-se de dois rústicos que, respondendo com insolência, são castigados
111
Cepário, Celerdo, Gastrófilo, Pânfago, Cilindro, Anarco, Servos
111
Cena X - Quirónomo, Arquédono, Fédromo, os cantores
123
O canto do banquete
126
Cena XI - Cepário e Celerdo (os dois rústicos) voltam armados para se vingar, e descarregam no cozinheiro as suas iras
134
Celedro, Cepário, Fédromo, Gastrófilo, Anarco
134
Segundo Coro
139
  Acto III
 
Cena I - Argumento: Do que aconteceu no interior da casa; de como o Pródigo esbanja o património e começa a ter necessidades, pelo que se lembra do passado e chora a sua imprudência
140
Anarco, Dulófobo
140
Cena II - Dulófobo, sozinho e quase ébrio
141
Cena III - Arquédono, Pânfago, Gastrófilo, Dulófono
142
Cena IV - Dulófono, Arquédono, Fileno, Pânfago, Gastrófilo
149
Cena V - Argumento: Fileno, companheiro do descaminho, faz-se traidor do adolescente e torna-se cúmplice da violência dos outros
152
Arquédono, Fileno, Gastrófilo, Pânfago
152
Cena VI - Arquédono, Cilindro, Fédromo
156
Cena VII - Arquédono, Cilindro, Fédromo, Anarco
160
Cena VIII - Anarco, Arquédono, Neomaclo
163
Cena X (na realidade, Cena IX) - Arquédono, Gastrófilo, Pânfago, Fileno, Cilindro, Fédromo
168
Fim do acto III: Terceiro Coro
172
  Acto IV
 
Argumento: Enquanto o Pródigo, miserável, apascenta um rebanho de porcos, o Pai informa-se, junto dos peregrinos que demandam a sua casa, do paradeiro do filho
174
Cena I - Neomaclo, Consciência
174
Cena II - Consciência, Neomaclo
175
Cena III - Andrófilo, peregrinos
177
Canto dos peregrinos
178
Cena IV - Argumento: A Consciência persegue o Pródigo, que obtém com dificuldade o ofício humilhante de guardador de porcos
180
Cena V - Neomaclo, Filémon
182
Cena VI - Argumento: O Pródigo, na dependência do antigo servo Dulófobo, volta a si por benefício da Penitência
190
Filémon, Dulófobo, Neomaclo
190
Cena VII - Dulófobo, Neomaclo
192
Cena VIII - Consciência, Dulófobo, Neomaclo
196
Cena IX - Dulófobo, Neomaclo
199
Poema de Dulófono ao Pródigo, enquanto este comia bolotas
201
Cena X - Argumento: O Pródigo começa a arrepender-se, recobra ânimo e decide voltar para o Pai
202
Neomaclo, Penitência
202
Quarto Coro
205
  Acto V
 
Argumento
207
Cena I - Andrófilo, Sósia, Polimedes
207
Cena II - Argumento: O Pródigo volta para o Pai, encontra-se com Sósia a quem se revela
213
Neomaclo, Sósia
213
Cena III - Argumento: Explica-se o resto do cap. 15 de S. Lucas: «Estando ele ainda longe...»
216
Andrófilo, Nemaclo, Polimedes
216
Poema de Andrófilo para o banquete
219
Cena IV - Sofrónio, Sósia
219
Cena V - Argumento: Andrófilo acalma o filho Sofrónio
224
Andrófilo, Sofrónio, Polimedes
224
Cena VI - Andrófilo, Neomaclo, Sofrónio, Polimedes, Sósia
227
Quinto Coro. Argumento: «Haverá alegria no céu por causa dum pescador que faz penitência» (Lc. 15)
228 
Exortação aos expectadores, depois do coro
229
  Notas críticas
231
Índice Onomástico
235
Índice Geral
239