Mapa do Site    |    Pesquisa
Início
topo

 Recursos Digitais
HTPonline cetbaseLogo opsis  Untitled-2 XVI XVII 1  Logo TPC XVIII 
 TPC XIX   Fausto-logotipo1.2.2
 Destaques - Actividades
 Cartaz final

Trajetória Vianna e a Dança Contemporânea
Emergência, Contexto E Ensino-Aprendizagem​​

 

Joana Ribeiro, professora da Escola de Teatro e coordenadora do Laboratório Artes do Movimento no Centro de Artes e Letras da UniRio, vem à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa para, juntamente com a investigadora Marina Magalhães, falar da trajectória incontornável de Angel e Klauss Viana no contexto artístico e educacional da dança contemporânea no Brasil e no estrangeiro.
Data: 6 de Dezembro de 2019
Hora: 14h00-17h00
Local: Sala 2.13 da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
A entrada é livre, mediante inscrição (através do e-mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ) e sujeita à lotação da sala.
Para mais informações consulte o cartaz aqui.
 

 TT - Conf Manifestações1 2-1

MANIFESTAÇÕES DA SEXUALIDADE
NAS ARTES PERFORMATIVAS E VISUAIS
(Ciclo de Conferências)

No decurso de uma investigação financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, Bruno Schiappa e o Centro de Estudos de Teatro organizam um ciclo de conferências no âmbito nacional e internacional, subordinadas ao tema dos efeitos e consequências de ordem estética, ética e política das manifestações da sexualidade nas artes performativas e visuais. O ciclo, que acontecerá de outubro de 2019 a fevereiro de 2010, apresentará um convidado por cada sessão mensal. O ciclo tem acolhimento do Teatro da Trindade e conta ainda com a supervisão de Fernando Guerreiro, consultor científico (ULisboa), e Maria João Brilhante, diretora do Centro de Estudos de Teatro (ULisboa).
PRÓXIMA CONFERÊNCIA: 6 DE NOVEMBRO DE 2019: João Pedro Rodrigues[1]: Fantasia, Erotismo e Sexualidades Alternativas na tríade O FantasmaOdete e O Ornitólogo, do cineasta.
Numa conversa com o realizador João Pedro Rodrigues moderada por Bruno Schiappa, com projeção de excertos dos 3 filmes acima referidos, serão abordados os temas da fantasia, do (homo)erotismo e das sexualidades alternativas na tríade selecionada. Será também abordada a questão do onirismo e do insólito enquanto categoria dramatúrgica. Esta conferência conta ainda com a participação de José Bértolo[2] – Salão Nobre, das 16h00 às 18h00
NOTA: serão exibidas imagens que poderão incomodar alguns participantes
Entrada Livre sujeita a marcação prévia e sujeita à lotação do Salão Nobre.
Marcação através do email  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
[1] Realizador e Argumentista
[2] Investigador do Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa; Aguarda as provas do doutoramento em Estudos Comparatistas (U. Lisboa), com a tese Galeria de Retratos: Figuras da Espectralidade em Manoel de Oliveira e João Pedro Rodrigues

 

 

 GRUPO DE LEITURA E PRÁTICAS PERFORMATIVAS 
“ARTES PERFORMATIVAS: ATENÇÃO, AFETO, DISPOSITIVO”
Centro de Estudos de Teatro - Universidade de Lisboa
(outubro/novembro de 2019) 

Coordenação – Prof. Dr. Cassiano Sydow Quilici (Instituto de Artes – Universidade Estadual de Campinas – Brasil. Pós doutorando no Centro de Estudos de Teatro/ Universidade de Lisboa)
Em colaboração com Ana Pais.
Propomos um processo de reflexão e experiência sobre dimensões estéticas, políticas e existenciais das artes performativas, a partir de três conceitos: qualidade de atenção, circulação de afetos e dispositivos de criação. Nas sociedades contemporâneas, a economia da atenção está intimamente ligada às economias afectivas e, por isso, são o alvo de redobrado controle e vigilância.
Sendo as artes performativas um encontro com o outro, num determinado ambiente, que convoca/provoca uma determinada qualidade de atenção e de circulação de afectos, criador de espaços vibracionais com estímulos e efeitos específicos, como podem os dispositivos cénicos potenciar outros modos de (nos) entendermos e agirmos no mundo?
A dinâmica dos encontros será alicerçada na leitura de textos teóricos e artísticos como material para reflexão, diálogo e criação de situações performativas, visando o compartilhamento das questões levantadas pelo grupo.
Neste sentido, a descoberta colectiva do formato da partilha final será uma questão relevante durante o nosso tempo juntos, pois o pensamento é tornado experiência e a experiência pensamento.
O grupo terá encontros entre 8 de Outubro e 19 de Novembro.
Para mais informações clique aqui.

 405 18150212275c45e78bdd98b

José Marques: Fotógrafo em Cena
(Exposição)

A 27 de março, dia em que se assinala o Dia Mundial do Teatro, o D. Maria II inaugura a exposição José Marques: fotógrafo em cena, dedicada a um dos mais relevantes nomes da fotografia da cena teatral portuguesa. Paralelamente, é também lançado o catálogo da exposição, que visa fixar um primeiro olhar sobre a obra deste fotógrafo de teatro.
A curadoria da exposição ficou a cargo de Cláudia Madeira, Filipe Figueiredo e Teresa Flores. A exposição e o catálogo foram organizados pelo Teatro Nacional D. Maria II em parceria com o Centro de Estudos de Teatro da FLUL e IC. Nova da FCSH-UNL / World Academy.
A exposição está patente no Teatro Nacional D. Maria II até 28 de Junho de 2020. 

Livros
redefining-theatre-communities-front-cover-82079-800x600 

Redefining Theatre Communities
Szabolcs Musca

Redefining Theatre Communities explores the interplay between contemporary theatre and communities. It considers the aesthetic, social, and cultural aspects of community-conscious theatre-making. While doing so, the volume reflects on recent transformations in structural, textual, and theatrical conventions and traditions, and explores the changing modes of production and spectatorship in relation to theatre communities. The essays edited by Szabolcs Musca and Marco Galea present an array of emerging perspectives on the politics, ethics, and practices of community representation on the contemporary international theatre landscape. An international, interdisciplinary collection featuring work by theatre scholars, theatre-makers, and artistic directors from across Europe and beyond. Redefining Theatre Communities will appeal to those interested in the diverse forms of socially engaged theatre and performance.
Details and content at: https://www.intellectbooks.com/redefining-theatre-communities

img6

D. Maria Teles
João de Andrade Corvo
José Camões e Ana Isabel Vasconcelos (ed.)

No decurso do projecto Teatro proibido e censurado no século XIX em Portugal (https://teatroproibidoxix.letras.ulisboa.pt/), uma aturada pesquisa levou à identificação de um manuscrito existente no arquivo da Biblioteca da Escola Superior de Teatro e Cinema, intitulado D. Maria Teles.
Confrontado com o famoso parecer de Herculano foi possível perceber que se trata da peça de Andrade Corvo, numa versão reformulada, resultante das observações feitas no nesse parecer. É esse o texto, de que também o autorse ignorava, que se edita e publica.

António Pinheiro

Biografias de Francisco Palha e António Pinheiro
(Eugénia Vasques)

António Pinheiro Vol. 8 da Coleção "Biografias do Teatro Português" de Eugénia Vasques
António Pinheiro (1867-1943), considerado um dos atores portugueses mais inteligentes e instruídos da sua geração, é a personalidade recordada por Eugénia Vasques neste escrito biográfico. Apoiada em provas documentais, algumas das quais inéditas, a autora guia-nos pelo longo e riquíssimo percurso artístico de Pinheiro, recorda aspetos marcantes da sua vida pessoal, sublinha o seu empenho na luta associativa em defesa dos profissionais de teatro, tudo isto inserido num contexto social e profissional que nos permite avaliar a relação de Pinheiro com os seus pares bem como o seu posicionamento relativamente às tendências estéticas da época. 
Competências múltiplas, espírito versátil e trabalho afincado fizeram com que a sua presença no teatro fosse além da representação, tendo desempenhado as funções de diretor de cena, ensaiador, marcador de peças e «metteur-en-place». Ainda ligado à atividade teatral, foi professor do Conservatório, onde deu a sua última aula aos 70 anos.

Francisco Palha

Biografias de Francisco Palha
(Levi Martins)

Francisco Palha Vol. 7 da Coleção "Biografias do Teatro Português" de Levi Martins
O sétimo volume desta coleção é dedicado a Francisco Palha (1827-1890), o principal promotor da construção do Teatro da Trindade, de Lisboa, e o seu primeiro empresário. Apesar da reconhecida importância deste seu empreendimento, que em 2017 celebrou 150 anos de existência, houve todo um percurso anterior, até agora esquecido, e que explica o sucesso então alcançado com aquela nova sala de teatro.
A forma intimista como o autor nos aproxima da vida do biografado e o tom pessoal da sua escrita fazem desta leitura uma agradável descoberta de um homem de teatro, cujo discreto lugar na nossa memória coletiva não corresponde, de todo, à real importância das suas ações.

 Outros destaques

Programa em

Estudos de

Teatro

2019-2020

saigon 2 caroline

 Índices

index.jpg

 Índices 

 O CET começa agora a disponibilizar alguns tipos de índices de interesse teatral.Já se encontram disponíveis os Índices de Teatro dos Periódicos de Rafael Bordalo Pinheiro e os Índices de espectáculos recenseados por Júlio César Machado n’A Revolução de Setembro e no Diário de notícias. Pode consultá-los nas Edições online das nossas Publicações.

 
 

 7b883aa3-480f-4408-9f1a-bcb9e451336b    5e4b3f67-cd3b-4286-8e10-a94a9746327b

subvscrever
facebook