Mapa do Site    |    Pesquisa
| Historial

Element Selection

topo

Historial

2017

Julho (10 a 14): Curso Livre: Relações entre Literatura, Artes Visuais e Artes Performativas: O Centro de Estudos de Teatro (CET) e o Centro de Estudos Comparatistas (CEC) organizaram a Acção de Formação / Curso Livre "Relações entre Literatura, Artes Visuais e Artes Performativas no espaço português e ibero-americano". O curso decorreu entre 10 e 14 de Julho de 2017 na Cave B da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Para mais informações clique aqui.

Julho (1): Lançamento Sinais de Cena II.2: A Sinais de Cena II.2 é dedicada ao tema Genética Teatral, uma disciplina dos estudos de teatro ainda com pouca expressão na academia portuguesa. Os vários artigos teóricos, as críticas a espectáculos e as recensões a livros de e sobre teatro continuam a mapear a incrível diversidade das artes performativas na cena contemporânea. A sua apresentação decorrereu no dia 1 de Julho de 2017 pelas 18h00 no São Luiz Teatro Munícipal. Para mais informações clique aqui.

Junho (30) a Julho (2): Espaços Teatrais para a Música na Europa do Século XVIII: O Centro de Estudos de Teatro (CET) da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa associa-se ao Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal na organização do colóquio internacional "Os espaços teatrais para a música na Europa do Século XVIII". Este encontro, que se realizou no Palácio de Queluz, de 30 de Junho a 2 de Julho de 2017, teve como objectivo promover o diálogo multidisciplinar em torno da especificidade e da heterogeneidade dos espaços para o espectáculo teatral na Europa de Setecentos.

Junho (22): Alfredo Cortez - Perfil de um dramaturgo: No âmbito da evocação dos 70 anos da morte de Alfredo Cortez, o Centro de Estudos de Teatro, o Museu Nacional do Teatro e da Dança e a Família do autor organizaram o Colóquio Alfredo Cortez - Perfil de um dramaturgo que teve lugar no dia 22 de Junho Museu Nacional do Teatro e da Dança. Para consultar o programa clique aqui.  

Junho (20): O Teatro em Setúbal - artistas, agentes e espaços no séc. XVIII: Neste colóquio, que teve lugar no Arquivo Distrital de Setúbal, vários investigadores de áreas distintas, mas complementares, debateram aspectos relativos à actividade cultural em Setúbal no séc. XVIII, aportando novos conhecimentos com vista a redefinir o panorama artístico sadino de setecentos. Para consultar o programa do evento clique aqui e para mais informações visite o website do colóquio. 
 

Maio (29) a Junho (2): Jornada Pirandello: 
No quadro das iniciativas promovidas pelo Centro de Estudos de Teatro em parceria com o Istituto Italiano di Cultura Lisbona para a celebração dos 150 anos do nascimento de Luigi Pirandello, decorreu na sala D. Pedro V a Jornada Pirandello, que contou com as palestras de Rita Marnoto, Maria João Almeida e Sebastiana Fadda. Em seguida, decorreu uma mesa redonda moderada por Maria João Brilhante e com os convidados Luis Miguel Cintra, João Mota e Fernando Mora Ramos. Esteve também patente uma exposição iconográfica e bibliográfica sobre Pirandello no átrio da FLUL, entre dia 29 de Maio e 2 de Junho. Para consultar o programa do evento clique aqui

Maio (11):  Comemorações Pirandello: No quadro das iniciativas promovidas pelo Centro de Estudos de Teatro em parceria com o Istituto Italiano di Cultura Lisbona para a celebração dos 150 anos do nascimento de Luigi Pirandello, a Professora Sebastiana Fadda proferiu uma conferência sobre a obra do autor italiano, numa sessão que contou, também, com a leitura de textos de Pirandello pelo actor Sergio Rubini. Para consultar o convite clique aqui

Abril (27): Comemoração 70º aniversário do «Recital de poesía al sevicio de la verdad: Por la paz de Latinoamérica»: Iniciativa organizada pelo Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar, pelo Núcleo de Estudos Ibéricos e Ibero-Americanos (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa) e pela Casa da América Latina, com o apoio do Centro de Estudos de Teatro e do Centro de Estudos Comparatistas (Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa). Para mais informações clique aqui.   

Abril (20): O seu a seu dono: no teatro com o Conde do Farrobo: O colóquio decorreu no antigo teatro particular do Conde do Farrobo, actualmente denominado Teatro Thalia, um dos mais conhecidos da época. Neste encontro foram debatidos os mais recentes resultados da investigação em torno da actividade deste mecenas oitocentista nas suas diversas vertentes - arquitectónica, social e cultural. Para mais informações clique aqui.

Abril (19): O teatro de Maiakóvski: O cubo-futurismo no texto e na cena: A palestra foi ministrada pela Professora Doutora Arlete Cavaliere que apresentou uma visão plural do teatro russo de vanguarda, avaliando as experiências artisticas da cena suviética sob o influxo do grande furacão de Outubro de 1917. A palestra decorreu na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, sala PN1 pelas 16h15. Para mais informações clique aqui.

Abril (17): Theatre and Migration: Creative Encounters: Nesta oficina e debate, que teve lugar no espaço Rua das Gaivatos 6,  procedeu-se à análise de fluxos migratórios no mundo contemporâneo procurando-se perceber o modo como esta realidade se reflecte e influencia o teatro ocidental.

Abril (10-14): Projecto P!: Nos 100 anos da conferência futurista de Almada Negreiros, o Projecto P!, coordenado pela investigadora do Centro de Estudos de Teatro (CET) Ana Pais, promoveu um programa de pensamento crítico e curadoria a partir das questão: como constrói, recreia e participa a performance arte na esfera pública. Para mais informações clique aqui.

 Abril (7): Lançamento do livro Alfredo Cortez, de Sebastiana Fadda: O segundo volume da colecção "Biografias do Teatro Português", coordenada pelas professoras Ana Isabel Vasconcelos e Maria João Brilhante, foi publicamente apresentado no salão nobre do Teatro Nacional D. Maria II pelo professor Fernando Matos Oliveira e pela autora,  contando, ainda, com a leitura encenada de excertos da peça Gladiadores , de Alfredo Cortez, por Teresa Faria, Luís Lucas, Eurico Lopes e Paulo Pinto. Segui-se a cerimónia de entrega dos prémios da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro (APCT) relativos ao ano de 2016. 

Março (27): Jornada Criar e Produzir: No dia Mundial do Teatro o Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e a Companhia Mascarenhas-Martins organizaram um encontro sobre o papel da produção nas artes cénicas no Cinema-Teatro Joaquim D'Almeida (Montijo).  

 

 2016

Dezembro (29):  CET - País Positivo: Em conformidade com a política de divulgação do conhecimento produzido no CET e tranferência desse saber para além do âmbito académico, a directora do centro, Professora Maria João Almeida conjuntamente com a Professora Maria João Brilhante foram entrevistadas pelo periódico País Positivo, dando conta da actividade científica do CET e dos recursos digitais, disponíveis em acesso aberto, criados nos últimos 20 anos de existência desta unidade de investigação. Para aceder à entrevista clique aqui.

Dezembro (13): Lançamento do livro Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro, de Joana d'Eça Leal: A colecção "Biografias do Teatro Português" foi inaugurada com o lançamento do seu primeiro volume, dedicado à Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro, da autoria de Joana d'Eça Leal. O lançamento teve lugar no salão nobre do Teatro Nacional D. Maria II e, para além da autora do livro e do anfitrião Tiago Rodrigues, contou com a presença da Professora Maria João Brilhante (coordenadora da coleção conjuntamente com a Professora Ana Isabel Vasconcelos),  e do encenedor Nuno Carinhas.

Novembro (24-25): Colóquio Internacional Voz no Palco: Realizado no Auditório da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, este colóquio foi organizado por Bruno Schiappa, Elisabete Marques, Maria João Almeida e Tânia Valente, tendo contado com os conferencistas convidados Débora Franco, Jorge Matta, José Manuel Araújo Dra. Maria Caçador e Maria José Borges. Mais informações clique aqui.

Junho (30) a Julho (1): Colóquio Internacional La littérature et le théâtre de langue française à l’épreuve de la traduction en Péninsule Ibérique (XVIIIe -XXIe siècles): uma actividade conjunta do Centro de Estudos de Teatro (Professora Ana Clara Santos), do Centro de Estudos de Estudos Comparatistas e da APEF.

Junho (25): Lançamento da revista Sinais de Cena nº1 (edições Orfeu Negro): Fundada em 2004, a revista Sinais de Cena inaugura uma segunda série, sob a chancela das edições Orfeu Negro e com periodicidade anual. O primeiro número foi dedicado ao tema «Teatro e Memória» e apresenta, entre outros, textos de Carol Martin, Joana Craveiro, uma entrevista a Mónica Calle e um tributo a Georg Büchner. Os ensaios críticos a espectáculos, a par do dossier temático e dos artigos académicos, continuam a estruturar a identidade desta publicação.

Junho (20 a 30): Curso livre Performing Shakespeare: organizado e leccionado pelo Professor Mich Greer. 

Junho (8 e 9): Lançar Diálogos: Crítica de Artes do Espectáculo e Esfera Pública - COLÓQUIO INTERNACIONAL DE CRÍTICA DE TEATRO: O Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa organizou um Colóquio Internacional em torno do lugar da crítica de teatro na esfera pública, visando promover a discussão nos planos da prática, da teorização e da política cultural. Organização de: Bene Martins, Joana Pajuelo Alves, Maria João Brilhante, Rui Pina Coelho.

Abril (21): «Um ou muitos Faustos?» : Apresentação de uma edição online de Fausto de Fernando Pessoa, a cargo de José Camões e Filipa Freitas, na Universidad de los Andes Colombia, Facultad de Artes y Humanidades, no âmbito do Encontro Internacional «Fausto, memorias, máquinas y autopsias - Literatura portuguesa en Los Andes».
 
De Março a Setembro 2016: Laboratório de Dramaturgia:  a terceira edição.
 
Fevereiro (4): Palestra «Jacques Offenbach em Portugal», pelo encenador e investigador de estudos judaicos Jacobo Kaufmann, organizada em colaboração com o Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

 

2015  

 Novembro (23-27): O CET na Semana da Ciência e da Tecnologia - Três exposições: uma apresentando a história e a actividade do Centro de Estudos de Teatro (1994-2015), outra dedicada à OPSIS – base iconográfica de teatro em Portugal, e ainda uma terceira em torno do Arquivo Osório Mateus. Duas conversas abertas: a primeira sobre os recursos digitais de investigação criados pelo CET e a segunda acerca do papel da tecnologia no teatro e na criação teatral, dos seus condicionalismos e oportunidades.

Novembro (4): Encontro Internacional Práticas Expandidas: Coreografia/Arquivo/Publicação, organizado por Paula Caspão.

 Setembro (17-18):  Colóquio Internacional Percursos de Genética Teatral:Esboço(s), (Re)escritas e Transmodalização(ções) Dramática(s), organizado por Ana Clara Santos, Ana Isabel Vasconcelos e Elisabete Marques. 

Junho (9) - Julho (17):  Curso livre Criminal Justice and the Theatre. Docente convidada: Kathryn Wylie-Marques (Associate Professor, Dept. Communication and Theatre Arts, JOHN JAY COLLEGE, City University of New York).  

Maio (21-22): Colóquio Internacional Touros, tragédias, bailes e comédias (séc. XVIII), organizado por Marta Rosa, Rita Martins e Marta Pacheco Pinto. 
 
Maio (19): Laboratório de Dramaturgia:  Palestra de Marcus Mota.
 
Abril (20) - Maio (13):  Curso livre Teatro Radiofónico: Under Milk Wood, leccionado por Mick Greer.
 
Março (17): Palestra de Sophie Lucet, Universidade de Rennes II, Archiver le geste créateur à l'ére du numérique? La fabrique du spectacle.
 
Fevereiro (21): Lançamento da revista Sinais de Cena 22 no Auditório do Centro Cultural de Cascais, em Cascais. Contou com a participação musical da pianista Teresa Palma Pereira.
 
Janeiro (30): Tertúlia com a participação de Teresa Palma Pereira, Teresa d'Azevedo Coutinho, Emília Costa, Catarina Abegão Alves e António Brito Neves, que estiveram à conversa com os Professores Mário Vieira de Carvalho, Nuno Nabais e Judite Lima. Esta tertúlia foi co-organizada com ARS Originalis (Associação Cultural e Artística).
 
Janeiro (28-30): Colóquio internacional Teatro de Autores Portugueses do Século XVII: lugares (in)comuns de um teatro restaurado, organizado por José Camões, Bruno Henriques, Filipa Freitas, José Pedro Sousa e Manuel Calderón. Decorrente do projecto PTDC/CLE-LLI/122193/2010 - "Teatro de Autores Portugueses do Século XVII: uma biblioteca digital", financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, o encontro contou com a colaboração do Museu da Cidade. Mais informações clique aqui.

 

 2014

Dezembro (12): Lançamento do livro Com os Séculos nos Olhos: teatro musical e político no Brasil dos anos 1960-1970, de Fernando Marques. A apresentação contou com a presença do autor e esteve a cargo de Maria Helena Serôdio.

Dezembro (1-5): Seminário Teatro e Afectos - Práticas de Sentir com a Professora Erin Hurley (Universidade McGill, Montréal).

Março (12) - Dezembro (17): ciclo Artes por Abril: 40 Obras. Por ocasião dos 40 anos do 25 de Abril, o Centro de Estudos de Teatro levou a cabo uma série de sessões de apresentação de 40 obras de diferentes áreas artísticas, evocando romances, poemas, espectáculos, álbuns musicais, cartazes, telas, filmes e documentários que tinham o 25 de Abril como referente temático. Foram 31 as sessões deste ciclo: Fantasia lusitana com João Canijo e moderação de Mário Jorge Torres (12 de Março); A Noite (José Saramago) com Paulo Sousa Costa e moderação de Rui Pina Coelho (19 de Março); Poesia de Abril com Gastão Cruz e moderação de António Guerreiro (26 de Março); Cartazes e murais de Abril com Augusto Araújo e moderação de Maria Helena Serôdio (2 de Abril); Torre bela com Vítor Louro e José Filipe Costa e moderação de Luís Gameiro (9 de Abril); 1974 (Teatro Meridional) com Miguel Seabra e moderação de Rui Pina Coelho (21 de Abril); O círculo de giz caucasiano (Grupo 4) com João Lourenço e moderação de Vera San Payo de Lemos (22 de Abril); Noticiários 25 Abril 1974 com Luis Filipe Costa e moderação de Catarina Neves (23 de Abril); Os dias levantados com António Pinho Vargas e Manuel Gusmão e moderação de Fernando Guerreiro (24 de Abril); Três dedos abaixo do joelho (Mundo Perfeito) com Tiago Rodrigues e moderação de Rui Pina Coelho (30 de Abril); O terror e miséria no III Reich | A missão (Teatro da Cornucópia) com Luís Miguel Cintra e moderação de Maria Helena Serôdio (7 de Maio); Que farei eu com esta espada? (João César Monteiro) com Margarida Gil e moderação de Mário Jorge Torres (14 de Maio); A invenção do amor (Daniel Filipe) com Golgona Anghel, Miguel Manso e Nuno Moura (21 de Maio); Pedro Xavier (Facebook 1974) com Dulce Maria Cardoso, Luís Mário Lopes e Cristina d’Eça Leal (28 de Maio); Canções de luta e liberdade com Sérgio Godinho e João Calixto (11 de Junho); Romances de Abril (Augusto Abelaira, Carlos de Oliveira e José Cardoso Pires) com Vítor Viçoso e moderação de Fernando Guerreiro (18 de Junho); Casas pardas (Maria Velho da Costa) com Maria Velho da Costa e Nuno Carinhas e moderação de José Camões (25 de Junho); Nós somos os Rolling Stones (Teatro Experimental do Porto) com Gonçalo Amorim e Rui Pina Coelho (2 de Julho); Quando é que a Revolução acabou? com Joana Craveiro e moderação de Gustavo Vicente (24 de Setembro); Liberdade, liberdade com Hélder Costa, João Perry, Maria do Céu Guerra e Sérgio Godinho e moderação de Maria João Brilhante (1 de Outubro); A mãe com José Mário Branco e Pedro Boléo e moderação de Vera San Payo de Lemos (8 de Outubro); Até amanhã, camaradas (Manuel Tiago) com Joaquim Leitão e Mário Avelar e moderação de Fernando Guerreiro (15 de Outubro); Teatro Adoque com Francisco Nicholson, Magda Cardoso e Rui Mendes e moderação de Maria João Brilhante (22 de Outubro); Ficção televisiva com Fernando Heitor e Helena Amaral (Conta-me como foi) e Fátima Belo (Depois do adeus) e moderação de Joaquim Franco (29 de Outubro); Artes plásticas (pré- e pós-Abril) com José Luís Porfírio, Paulo Seabra e Pedro Lapa e moderação de Carlos João Correia (5 de Novembro); Costa dos murmúrios (2004) / Tabu (2012) com Lídia Jorge, Margarida Cardoso e Teresa Madruga e moderação de Fernando Guerreiro (12 de Novembro); Cinema de Abril com Alberto Seixas Santos e João Botelho e moderação de João Antunes (19 de Novembro); DRAMAT (Centro de Dramaturgias Contemporâneas) com Jorge Louraço Figueira e Maria João Vicente (26 de Novembro); Descentralização teatral com José Peixoto e Luís Varela e moderação de Maria João Brilhante (3 de Dezembro); ACARTE com Ana Bigotte Vieira e Maria João Brilhante (10 de Dezembro); Fotografia antes e depois de Abril com António Pedro Ferreira e Emília Tavares e moderação de Filipe Figueiredo (17 de Dezembro).

Outubro (3): Lançamento do livro António Pinheiro: um nome para a História do Teatro Português, de Luís Gameiro. A apresentação contou com a presença do autor e esteve a cargo de Maria Helena Serôdio.

Junho: Publicação da revista Sinais de Cena 21 pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

Maio (12): Encontro Corpo Presente: novos discursos sobre o corpo nas artes performativas em Portugal, organizado por Gustavo Vicente e Maria João Brilhante.

Março (3): Encontro O Feminino no Teatro, organizado por Joana d'Eça Leal, Marta Rosa e Rita Martins.

Fevereiro (14):  Encontro Entremez, comédia e outros diálogos no teatro português do século XVII, e primeira apresentação pública, por José Camões, do projecto Teatro Português do Século XVII: uma biblioteca digital (PTDC/CLE-LLI/122193/2010), com intervenções de Abraham Madroñal e José Javier Rodríguez Rodríguez acerca do género entremez, e de Teresa Araújo e José Pedro Sousa acerca do género comédia.

Janeiro (7):  Lançamento da revista Sinais de Cena 20 no Espaço Pessoa & Companhia, pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

 

2013

Novembro (21 a 23): Colóquio Internacional Teatro: Estética e Poder organizado em colaboração com o Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Novembro (21): Apresentação, pelos investigadores José Camões e Mercedes Los Reyes Peña, pelo arquitecto Juan de Ruesga e pelo cenógrafo Vicente Palacios, do vídeo Pátio das Arcas de Lisboa. Reconstrução virtual.

Novembro (20): Modern and Contemporary Theatre in the Czech Republic, conferência de Petr Christov, Professor da Faculdade de Artes e Literatura, Universidade de Praga (República Checa).

Novembro (6): Lançamento do livro Financiar o teatro em Portugal: a actuação da Fundação Calouste Gulbenkian (1959-1999), autoria de Maria Helena Serôdio, posfácio de Maria João Brilhante.

Outubro (25):  Lançamento do livro Comédias de Sá de Miranda, IN-CM. A apresentação esteve a cargo dos editores Thomas. F. Earle e José Camões. A sessão contou com a leitura de breves excertos por José Pedro Sousa e Guilherme Filipe.

Setembro (20): Encenações neste início do século XXI. Criadores e novas tendências, conferência de José Gabriel López Antuñano, professor na Escola Superior de Arte Dramática de Castela e Leão e na Universidade Complutense de Madrid.

Setembro: Publicação de Palco da ilusão. Ilusão teatral no teatro europeu, volume inaugural da colecção Entr'acte: études de théâtre et performance, Éditions Le Manuscrit.

Julho (18): Lançamento da revista Sinais de Cena 19 na livraria Sá da Costa, pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

Maio (29): A Máscara, conferência proferida por Carlos Gouveia-Melo do Teatro Doce – grupo de teatro da Universidade Internacional da Terceira Idade.

Maio (16): Pera tão grande amor tão curta a vida. Gil Vicente em minha vida, conferência proferida por Cleonice Berardinelli a convite do Centro de Estudos de Teatro e do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Maio (15 e 22): Encontros António José da Silva: texto e cena, organizados por Carlos Gontijo e com as participações de Maria João Brilhante (CET-FLUL), Isabel Pinto (CET-FLUL), Guilherme Filipe (Ator/ CET-FLUL) e Sara Henriques (Atriz Teatro Marionetas do Porto).

Maio (14): Teatro em Portugal no séc. XVIII: meandros, indústria, produtos, encontro organizado por Isabel Pinto, Ana Rita Martins e Marta Rosa, com comunicações de Mário Vieira de Carvalho (Sistemas da Comunicação da ópera do século XVIII: uma perspectiva sociológica), Maria João Almeida (Chiari no palco e no prelo portugueses), Carlos Rosa (Emulação em Antônio José da Silva, O Judeu), Filipa Freitas (A imagem do Poeta no entremez setecentista), Marta Rosa (António José de Paula na cena setecentista), Rita Martins (João Gomes Varela – da botica à Casa da Ópera), Pedro JanuárioMário Say Ming Kong e Maria João Pereira Neto (Cenografia italiana do século XVIII em Portugal: o testemunho inovador dos Galli Bibiena), José Camões (Arca com arca: humanidades e tecnologia no projecto de reconstrução virtual do Pátio das Arcas de Lisboa), Licínia Ferreira (Teatro da Rua dos Condes: centro de atividade teatral lisboeta do século XVIII) e João Luís Lisboa (Teatro para leitores – na segunda metade do século XVIII). Projecção do vídeo Quixote – Ópera Bufa (2010), do Teatro O Bando.

Maio (13 a 17): Gil Vicente, exposição bibliográfica na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, por ocasião da visita da Professora Doutora Cleonice Berardinelli.

Maio (12 e 13): Colóquio Internacional Conversas com Diderot, co-organização com o Centro de História da Cultura (FCSH-UNL).

Maio (3 e 7): The poetics of Postmodernity and the (im)possibilities of criticism e Theatre Politics and Political Theatre in the Age of Depression, conferências proferidas por Savas Patsalidis da Universidade Aristóteles (Tessalónica), Grécia.

Fevereiro - Maio: Ciclo de cinema Cine-Teatro Shakespeare, com projecção dos filmes Prospero’s Books de Peter Greenaway, Othelo de Orson Welles, Looking for Richard de Al Pacino, Romeo + Juliet de Baz Luhrman, Ophélia de Claude Chabrol, Trono de Sangue (Macbeth) de Akira Kurosawa, The Merchant of Venice de Michael Radford e A Midsummer night’s dream de William Dieterle e Max Reinhardt.

Janeiro (11): Lançamento da revista Sinais de Cena 18 na livraria Sá da Costa, pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

 

 2012

 

Dezembro (10, 11, 12): Colóquio internacional Jean-Jacques Rousseau: o Homem, a Obra e o Pensamento organizado em colaboração com o Centro de Filosofia e o Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Novembro: O Fascínio da Opsis – quando a fotografia encontra o teatro, evento organizado por Filipe Figueiredo que integrou o Mês da Fotografia organizado pela Fábrica do Braço de Prata e incluiu uma exposição colectiva, uma mesa-redonda, lançamento de livros e apresentação do projecto OPSIS e respectivo site.

Outubro (30):  Copilaçam de todalas obras de Gil Vicente - 450 anos com comunicações de José Augusto Cardoso Bernardes ('Ainda perguntas a Gil Vicente'), Thomas Earl ('O rústico, o cortesão e o ermitão do Autos de Inês Pereira') e José Camões ('Gil Vicente recompilado').

Outubro (22 a 26): Workshop Mergulhar num Processo com André Lepecki e Vera Mantero, organizado em colaboração com o Programa em Estudos de Teatro.

Outubro (19):  Cultura e Subjetividade nos Atos de Tradução, conferência proferida por Maria de Lourdes Rabetti da UNIRIO, Brasil.

Maio (18): Colóquio O Teatro Contemporâneo: Entre a Des- e a Re-Dramatização com comunicações de Christine Zurbach, Maria Carneiro, Didier Plassard, Andreia Dias Marques, Alexandre Pieroni Calado, Tales Frey e Carole Guidicelli. Colóquio realizado com o apoio do Projecto PROSPERO e o CCB.

Abril (20): O Teatro Polaco do Século XX: De Grotowski e Kantor a Lupa e Warlikowski, conferência proferida por Larisa Turea.

Março (19): Lançamento do livro Por s’entender bem a letra: homenagem a Stephen Reckert, na Academia das Ciências de Lisboa.

Março (6 a 8): Encontro Ao Encontro da Dramaturgia Brasileira com comunicações de Maria Helena Werneck (UNIRIO) e Paulo de Moraes (Armazém Companhia de Teatro). Projecção de registos filmados dos espectáculos, dirigidos por Paulo de Moraes, A Inveja dos Anjos e Antes da Coisa Toda Começar e leituras encenadas, com concepção e direcção de Natália Luiza, dos textos A Serpente de Nelson Rodrigues, Agreste de Newton Moreno, Dilacerado de Daniela Pereira de Carvalho, Rasga Coração e Mão na Luva de Oduvaldo Vianna Filho.

Março (2):On the Complexity of 'Oxen of the Sun' (Episode 12, Ulysses), by James Joyce, conferência por Sam Slote (Trinity College).

Fevereiro - Abril: Seminário Modern Theatre Production Practices: from script to performance com Thomas G. Hines e vários convidados.

   

2011

 

Novembro (28):  A Dramaturgia Francesa Contemporânea, conferência por Sophie Lucet (Université de Caen).
 

Setembro (16):  Post-Dramatic Theatre: 12 years later, conferência por Hans-Thies Lehman (Universidade de Frankfurt), com o apoio do Goethe Institut.  

Julho (2 e 4): Colóquio internacional REPENSAR O TEATRO | DAR TESTEMUNHO DA HISTÓRIA | CONVOCAR OS MORTOS no âmbito do curso Ciências das Artes Performativas: interpelações ao século XXI. Para além da conferência de Jacques Delcuvellerie e Marie-France Collard na FLUL, o colóquio integrou - no pequeno auditório da Culturgest - o visionamento do filme Rwanda: à travers nous, l’humanité. Baseado no espectáculo Rwanda 94, da companhia belga GROUPOV, encenado por Jacques Delcuvellerie, o filme é um documentário realizado por Marie-France Collard em torno da digressão desse espectáculo no Ruanda, dez anos após o genocídio.

Fevereiro (16 a 18): Colóquio internacional IMAGENS DE UMA AUSÊNCIA – Modos de (re)conhecimento do teatro através da imagem. Maria João Brilhante (FLUL) apresentou o projecto OPSIS e Paula Magalhães e Filipe Figueiredo fizeram a demonstração da plataforma online da Base OPSIS. Foram convidados Sandra Pietrini (Università degli Studi di Trento, Italia), L’imaginaire theatrale dans l’iconographie: de la realité de la scène au royaume du possible e John Kulvicki (Dartmouth College, Hanover, NH, USA), Imaging Performance. Participaram com comunicações: Pedro SoaresCenas fotográficas: testemunhos de milagres; José Carlos Alvarez e Paulo Baptista (Museu Nacional do Teatro) Do palco ao estúdio: O retrato fotográfico e as artes de palco (1918-1939); Maria Virgílio Cambraia LopesRetrato e Desenho Humorístico: Enlaces e cumplicidades; José CamõesOpsis verbis – O retrato de António José de Paula; Maria CarneiroArquivo e colecções de imagens do passado, presente e futuro – o caso do Resource Centre do Centre for Performance Research; Bruno SchiappaO Todo pela(s) Parte(s) – a “sinédoque” na iconografia de manifestações teatrais; Rui TeigãoLeitura Genética de Imagens do Espectáculo Ifigénia na Táurida; Eunice Gonçalves DuarteLow tech experience: a estética da imagem low tech na performance digital A História é Clandestina; Tiago PorteiroEstudo de caso: fotografia ao serviço do actor; um meio de prolongar vivências do corpo em cena. No âmbito do colóquio decorreu ainda uma oficina de fotografia de cena, dirigida por Pedro Soares, cujas fotografias produzidas foram apresentadas no encerramento.

 

 2010

Dezembro (17):Uma empresa e seus segredos: Companhia Maria Della Costa (1948-1974), conferência por Tânia Ribeiro (UNIRIO).

Novembro (23): Lançamento do livro LIMIAR, peça de João Silva, publicada pela Cavalo de Ferro.

Novembro (22): Organização, em colaboração com o Instituto de Estudos Medievais da FCSH, do encontro Património literário e linguístico: edição electrónica e construção de bases de dados textuais. Este encontro, que decorreu na BNP, reuniu as equipas portuguesas que trabalham nesta área e proporcionou uma troca de experiências e uma reflexão conjunta e alargada dos problemas comuns, tanto os de carácter mais genérico, como os de carácter mais técnico.
Foram apresentados os projectos Edição electrónica do Leal conselheiro, João Dionísio (FLUL); Almada Negreiros, Fernando Cabral Martins (FCSH); Corpus electrónico do CELGA – Português do período clássico, Evelina Verdelho (FLUC); Projecto Andrès de Poza, Santiago Pérez (investigador do U. Deusto, Bilbao); Teatro de autores portugueses do século XVI e Documentos para a história do teatro em Portugal, José Camões (CET); Littera, trovadores galego-portugueses, Graça Videira Lopes (FCSH); Corpus informatizado do português medieval, Maria Francisca Xavier (FCSH); Corpus lexicográfico português, Telmo Verdelho (UA); e a comunicação O estado da questão no mundo anglo-saxónico, por Manuel Portela (CLP-FLUC).

Novembro (5): Colóquio Internacional Clássicos dos Teatros Nacionais: usos do cânone, com o objectivo de reflectir sobre a transmissão de clássicos do teatro em três frentes primordiais: educação, representação e edição. Com participação de Jean-Pierre Ryngaert (Université Sorbonne Nouvelle- Paris III), Renouveler le regard; Abraham Madroñal (Consejo Sup. de Investigaciones Científicas), Las ediciones de clásicos teatrales en la actualidad; Evangelina Rodríguez (Universidad de Valencia), La transmisión de la memoria de los clásicos en la educación; Anna Scannapieco (Università di Ca'Foscari, Venezia), Il teatro goldoniano: un best-seller dell'editoria settecentesca e José Augusto Cardoso Bernardes (Universidade de Coimbra), Gil Vicente no teatro nacional: 2000, 2009, 2010.
Na sessão sobre Representação dos clássicos e políticas culturais intervieram Nuno Carinhas (Teatro Nacional de São João) e Ana Zamora (Compañía Nao d’Amores).
O encontro encerrou com uma Mesa Redonda em que participaram Álvaro Correia, Hélder Wasterlein, José Mascarenhas, José Peixoto, Maria do Céu Guerra, Maria Emília Correia, Rui Pina Coelho e Silvina Pereira.

Outubro (27):  Conversas com Guillermo Heras - Guillermo Heras em conversa orientada por Jorge Silva Melo: Os teatros de Espanha. O teatro que se escreve (a propósito das edições portuguesas de Juan Mayorga, Benet i Jornet, Fernandez Lera ou Luisa Cunillé), o teatro que se escreve na cena (a propósito de Rodrigo García ou Angelica Lidell). O actual surto de teatro na América Latina (Spregelbund, Veronese... e tantos mais).

Outubro (1 e 2): Colaboração com a Associação Portuguesa de Estudos Franceses na promoção do colóquio em homenagem ao escritor, filósofo e dramaturgo francês Albert Camus: cinquante ans après / Albert Camus, cinquenta anos mais tarde.

Julho (5): Participação no Encontro Ciência 2010 (FCT) - "Encontro com a Ciência e a Tecnologia em Portugal" - com a comunicação Tecnologia e Teatro: recuperar o passado, criar o futuro proferida por Maria Helena Serôdio.

Junho (11): Conferência A obra de Jorge Andrade e sua presença nos palcos de Lisboa, por Elisabeth Azevedo (Univ. de São Paulo, Brasil).

Maio (21): Debate em torno do espectáculo BLACK WATCH do Teatro Nacional da Escócia, com a participação de Mark Brown (crítico de teatro no Sunday Herald e no Daily Telegraph e professor de estudos de teatro na University of Strathclyde e na Academy of Music and Drama).

Maio (20): Organização do Dia Aberto, com o acolhimento de alunos das Escolas Secundárias Passos Manuel e Artística António Arroio, e do Grupo Cena Múltipla. Acolheram os visitantes a directora do CET – Maria João Almeida – e investigadores do Centro, que apresentaram os projectos de investigação em curso.
Fernando Guerreiro apresentou o curso de Licenciatura em Artes do Espectáculo, por si dirigido, e Maria Helena Serôdio falou sobre os cursos de pós-graduação em Estudos de Teatro. Denise Moura, responsável pela Unidade de Relações Externas da FLUL, falou sobre as possibilidades de mobilidade internacional e Maria Carneiro contou a sua experiência enquanto aluna do terceiro ano do curso de Licenciatura em Artes do Espectáculo. Os convidados, guiados por Fernanda Santos e Isabel Rebolho, visitaram as instalações da Biblioteca.
O Dia Aberto culminou num encontro com o actor e investigador Guilherme Filipe, Mestre em Estudos de Teatro pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e doutorando em Estudos de Teatro na mesma Faculdade.

Maio (16): No Teatro Nacional D. Maria II, a propósito de “Miserere” e “Breve Sumário da História de Deus”, José Camões conversou com Luís Miguel Cintra, Nuno Carinhas e a equipa artística de “Miserere” sobre a encenação nos nossos dias das peças religiosas de Gil Vicente.

Maio (14): Visionamento do espectáculo BLACK WATCH, pelo National Theatre of Scotland, na Faculdade de Letras.

Abril (29) a Maio (27): Colaboração do CET no círculo de estudos A História da Cultura e das Artes: um obstáculo e um desafio organizado pela Escola Artística António Arroio no âmbito da formação de professores da disciplina de História da Cultura e das Artes, encarregando-se das sessões «Teatro grego e a tragédia de Ésquilo, Os Persas» (José Pedro Serra), «A Cultura do Cinema: a biografia de Charlot» (Fernando Guerreiro e Mário Jorge Torres); «A Cultura do Palácio: Gil Vicente e o Auto da Lusitânia» (José Camões), «Le Bourgeois Gentilhomme de Molière e de Lully» (João Nuno Sales Machado)

Abril (15) a Junho (30): Colaboração de João Nuno Sales Machado na pesquisa e produção de conteúdos para Gil Vicente na 1ª ordem – exposição realizada pelo TNDMII no intuito de dar a conhecer trajes desenhados por Almada Negreiros para o Auto da Alma e, através de meios tecnológicos interactivos, gravações de excertos dos seus autos e imagens de espectáculos e de documentos que chegaram até aos nossos dias.

Março (26) / Abril (16):  100 Anos de pois – O FUTURISMO Encontro organizado em colaboração com o ICI—Instituto de Cultura Italiana da FLUL. Contou com as seguintes comunicações: Futuristi alla ribalta: dal ginocchio in giù por Alessandro Tinterri; Em Portugal só há um futurista declarado? por Rui Mário Gonçalves; Futurismo: definição, a instituição ‘Manifesto’ e o século XXI ainda por começar por Carlos Vidal; A máquina dos heterónimos e o artista aviador: breve história do Futurismo português por Fernando Cabral Martins; Futurismo e Cinema por Fernando Guerreiro e Conversa Acabada por João Botelho

Março (26):  DOCUMENTOS PARA A HISTÓRIA DO TEATRO Colóquio internacional com a apresentação das comunicações Our changing “Republic of Letters”: Scholarship yesterday and today por Thomas Postlewait (Univ. Washington); Olhares cruzados sobre as artes performativas luso-brasileiras no final do Antigo Regime: O testemunho dos estrangeiros por Rui Vieira Nery (INET-MD / CET); Hazlitt's Criticism of 18th-century Neoclassical acting theories por Manabu Noda (Univ. Tóquio); A Censura à mesa: ementas de livros ou a História do Teatro em Portugal bem temperada por José Camões (CET, Univ. Lisboa); Critérios de avaliação do teatro na Real Mesa Censória por Filipa Freitas (CET-PTDC/HAH/72397/2006); Digressões sobre o gosto e o mau gosto no teatro do século XVIII por Rita Martins (CET-PTDC/HAH/72397/2006); Companhia cómica inglesa na Lisboa de Setecentos por Maria João Almeida (CET / FLUL, Univ. Lisboa); Theatre and Nationalism in the eighteenth and nineteenth centuries por Steve Wilmer (Trinity College, Dublin); e um debate final conduzido por Maria Helena Serôdio (CET / FLUL, Univ. Lisboa)

Fevereiro (5-6):  TEATRO E IMAGENS Encontro no âmbito do projecto OPSIS – Base Iconográfica de Teatro. Foram apresentadas as conferências Ut Pictura Theatrum: retórica, narração e teatralidade na pintura portuguesa dos séculos XVI a XVIII por Vítor Serrão; Eleonora Duse em Lisboa: rastos iconográficos por Maria Virgílio Lopes; Folhas de rosto das edições quinhentistas de teatro por João Nuno Sales Machado; Reflexões sobre os primórdios da fotografia de teatro em Portugal por Filipe Figueiredo; Introdução ao estudos do Teatro D. Pedro V de Macau por Daniel Rosa; Imagens para uma história do teatro de feira em Portugal por Paula Magalhães; Imagem: memória e instrumento por Luís Soares Carneiro; Les portraits des actrices de la Commedia dell’Arte: recherches récentes et problèmes de méthode por Inês Aliverti e Méthodologie et critiques des sources iconographiques: quelques exemples por Renzo Guardenti. Teve, também, lugar a mesa-redonda, moderada por Maria João Brilhante, subordinada ao tema As Imagens do Teatro: da visão do encenador à imagem do fotógrafo, com a presença dos encenadores João Brites e Jorge Silva Melo e dos fotógrafos Pedro Soares, José Marques, Jorge Gonçalves e Susana Paiva.

          

 2009

Dezembro (14): Apresentação do Projecto HTPonline | Documentos para a História do Teatro em Portugal

Dezembro (9-11): Organização do colóquio internacional Percursos de genética teatral: do laboratório de escrita à cena. Foram apresentadas as conferências Génétique théâtrale. Interrogations, mises en ordre, perspectives por Jean-Marie Thomasseau (Univ. Paris 8, França); Traces et tracés de l’écriture: pour une approche génétique du texte dramatique contemporain por Yves Jubinville (École Supérieure de Théâtre, UQAM, Canadá): e Iluminar a palavra para revelar em cena: a partir do trajecto do Teatro O Bandopor João Brites (Encenador). Contou ainda com as seguintes comunicações: Penser la rature en génétique de la mise en scène por Florent Siaud (E.N.S. de Lyon, França); Vers une génétique scénique: noter la mise en scène théâtrale por Fahd Kaghat (Univ. de Fés, Marocco); L’oeuvre théâtrale d’André Engel: machine et rhizome por Véronique Perruchon (Univ. Lyon 2, França); O Mal enquanto génese do Drama por Mickael de Oliveira (Doutorando FCT/ FL, Univ. de Lisboa, Portugal); De La verdad sospechosa a Il bugiardo: rastro de los personajes femeninos alarconianos en las obras francesas e italianas sobre mentirosos por Estela García Galindo (Universidad Autónoma Metropolitana, México); Um Teatro Multimodal. “A hetorogénese do melodrama em Portugal” por Daniela Di Pasquale (CEC/FL, Univ. de Lisboa, Portugal); L’étude génétique du texte dramatique: vers la source ou le prolongement du texte? Le parcours singulier de l’auteur, auto traducteur et metteur en scène, Samuel Beckett por Nadia Louar (Univ. Wisconsin Oshkosh, USA); Le Caligula d’Albert Camus et ses vingt années de gestation por Sophie Bastien (Colégio Militar Real do Canadá); La genèse dramatique de Sagramor d’Eugénio de Castro (d’après une édition critique en cours) por Maria de Jesus Cabral (FCT/ Univ. de Coimbra, Portugal); O dramaturgismo e a tradução na elaboração de textos cénicos: experimentos na Companhia de Encenação Teatral, da cidade do Rio de Janeiro por Maria de Lourdes Rabetti (Univ. Federal do Rio de Janeiro, Brasil) Genèse (non) accidentelle d’un saint: les dessins de Dario Fo dans la conception du monologue Lu Santo Jullàre Francesco por Federica Tummillo (GERCI, Univ. Stendhal Grenoble 3, França); Le théâtre de Félix Guattari: une genèse dramatique à partir de son oeuvre philosophique por Flore Garcin-Marrou (CRHT/ Univ. Sorbonne, Paris IV, França); Dar lugar ao deus em lugar do adeus: anfitrião ou a teandria de primeira geração por José Manuel Martins (Univ. de Évora, Portugal); Traduction et adaptation de..."-"Traduzione e adattamento di…". Entre mise en scène virtuelle et mise en scène réelle, le traducteur comme co-créateur por Marie-Line Zucchiatti (SSLMIT – Univ. de Bolonha, Itália); La reprise d’un spectacle por Sophie Proust (CEAC, Univ. de Lille 3, ARIAS/CNRS, França); Antoine Vitez répète Lucrèce Borgia: genèse de la scène 1 de l’acte III por Johannes Landis (Liceu Gaston-Fébus d’Orthez, França); Évolution d’une pièce composée à deux: Le Tremblement de terre de la Martinique de Lafont et Desnoyer (1840) por Barbara T. Cooper (University of New Hampshire, USA); Como tratar os registos do processo de criação do espectáculo Ifigénia na Táurida, no Teatro da Cornucópia? por Rui Teigão (Mestrando CET/FLUL, Portugal); O Avarento de José Maria Vieira Mendes (2007): réécriture et création dramatique por Marie-Noëlle Ciccia (Université Paul-Valéry-Montpellier III, França); O brilho do despojamento. L’avare de Molière, segundo Rogério de Carvalho (TNSD, 2009) por Cristina Marinho (CETUP/ FL, Univ. do Porto, Portugal); Elogio da tradução: diálogos contemporâneos com a dramaturgia clássica francesa por Ana Alexandra Seabra de Carvalho (CELL/Univ. do Algarve, Portugal); Autour d’une mère de Jean-Louis Barrault: des documents d’archives à l’avant-texte scénique por Marcio Müller (Doutorando Univ. Paris 8, França); Une action par trop vigoureuse: l’écriture et la réécriture de Pyracmond ou les Créoles por Michelle Cheyne (Univ. Massachussetts-Dartmouth, USA); Le personnage-palimpseste ou les strates de désignation: la nécessité d’une étude génétique des personnages d’Abraham Lincoln va au théâtre de Larry Tremblay por Pauline Bouchet (École Normale Supérieure de Lettres et Sciences Humaines, Lyon, França); Grandes Migrações. Em torno do romance The Great Gatsby (1926) de F. Scott Fitzgerald, do filme The Great Gatsby de Jack Clayton (1974) e do espectáculo Gatz dos Elevator Repair Service (2006) por Rui Pina Coelho (CET, Escola Superior de Teatro e Cinema, Portugal); Jeux et enjeux d’une (libre) adaptation d’un fabliau médiéval: une expérience de théâtre étudiant/amateur en Jordanie por Isabelle Bernard (Univ. da Jordânia, Jordânia), & Waël Rabadi, (Univ. Al-Albayt de Mafraq, Jordânia); De l’usage des Machabées, du modèle à la tragédie satirique por Anne-Marie Le Baillif (Univ. Paris Est, França); Dramatisation de l’épopée latine et médiévale dans le théâtre français du début du XVIIe siècle por Dora Leontaridou (Univ. de Atenas, Grécia); Genèse scénique à partir d’un roman vernien: La pièce Le Tour du Monde en quatre-vingt jours (1874) por Sylvie Roques (Centre Edgar Morin – EHESS-CNRS – Univ. d’Evry, França); L’adaptation de Thérèse Raquin à la scène en France et au Portugal por Lígia Cipriano & Ana Clara Santos (CET/FLUL, Univ. do Algarve, Portugal); A teatralização de Os Sertões de Euclides da Cunha por José da Costa Filho (Univ. Federal do Rio de Janeiro, Brasil); L’adaptation théâtrale des Frères Karamazov, ou la matérialisation scénique d’un rêve por Véronique Bontemps (Univ. D’Artois, França); Du roman d’Hölderlin Hypérion ou l’Ermite de Grèce à la mise en scène de Winterreise in Olympiastadion par Klaus Michael Grüber por Gaëlle Maidon (E.N.S.A./HAR, Univ. Paris Ouest, França); Formas activas de cumplicidades e travessias genológicas na criação de um espectáculo: O menino e o mar pelo Teatroesfera por Teresa Faria (CET/FLUL, Portugal); Le rôle de l’éditeur de théâtre dans la génétique du texte dramatique. Actualité d’un champ de force : liberté auctoriale vs lecture universelle por Pierre Banos (Dir-adj. éd. Théâtrales/ Équipe RETC, Univ. Paris Ouest Nanterre, França); Documental & Autobiográfico: percursos em torno de discursos artísticos por Mónica Guerreiro (Doutoranda FCSH-UNL, Portugal); La génétique assistée par ordinateur : Drama : le cahier de scène numérique por Monique Martinez Thomas & Bruno Péran (Univ. Toulouse, França).

Novembro (27): «Teatro brasileiro contemporâneo: Corpo e políticas da cena», conferência proferida por José da Costa (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO).

Julho (14): Participação de Vera San Payo de Lemos na sessão Quatro Cegos, de Jaime Rocha, no âmbito da iniciativa teatro… na bulhosa, realizada pela Livraria Bulhosa com a colaboração do Teatro Maizum.

Julho (12 a 18): Organização e acolhimento do 52º Congresso da FIRT - International Federation for Theatre Research – com o tema Vozes silenciadas/ Vidas proibidas: Censura e performance (Silent Voices / Forbidden Lives: Censorship and Performance).
Veja aqui a reportagem do Canal UP sobre a conferência da FIRT.

Abril (23): Organização do Dia Aberto, com o acolhimento dos alunos do 11º ano do curso de Interpretação da Escola Secundária Gil Vicente de Lisboa. Dadas as boas vindas (por Sebastiana Fadda), foi feita uma breve apresentação do Centro de Estudos de Teatro (por Maria João Almeida), do curso de Licenciatura em Artes do Espectáculo (por Ana Paula Laborinho) e dos cursos de pós-graduação (por Maria Helena Serôdio). Seguiram-se comunicações de Jorge Gonçalves (actor do Teatro Aberto e Mestre em Estudos de Teatro por esta Faculdade, que fez um depoimento sobre a sua experiência), de Denise Moura (responsável pela Unidade de Relações Externas da Faculdade, que falou das possibilidades de mobilidade internacional) e de 3 alunas do terceiro ano do curso de Licenciatura em Artes do Espectáculo (que também testemunharam sobre o seu percurso). Houve depois uma visita às instalações da Biblioteca (guiada por Fernanda Santos e Isabel Rebolho) e ao Centro de Estudos de Teatro, onde os investigadores do Centro apresentaram os projectos de investigação em curso.

Março (23) a Abril (8): Organização do Ciclo de Conferências. Cinema. Concertos e Exposição Poéticas do Rock em Portugal, Perspectivas críticas de uma literatura menor.

Abril (8): Conferências de Luís Trindade Sai prá Rua, Rui Pina Coelho Da garagem da adolescência ao supermercado pós-moderno, Luís Filipe Cristóvão A intervenção divina no Rock Português – um caminho do punk à poesia, André Simões A raposa, Rita Grácio e Cristina Néry “I sing the body electric”: a disfonia dos pulsos e o silêncio como pauta literária, Emanuel Amorim Rap Português: A liberdade de quem se faz ouvir, Piroska Felkai É fácil de (re)entender? O tom alternativo dos The Gift e as suas manifestações artísticas na música portuguesa, Filipa Teles Visões da Música Pop em Portugal, Fernando Guerreiro Da Bar da Morgue a Turbina e Moça: o cabaret-circo futuro-dadá de Rui Reininho, Vitorino Almeida VenturaAs Letras como Poesia, Golgona Anghel Belle Chase Hotel – contra o destino, contra a personagem principal, a contratempo
Mesa redonda: Rock nas Artes, com os convidados João Pedro Rodrigues, Tiago Guillul, João Garcia Miguel, Paulo Furtado, Armando Teixeira, Manuel João Vieira, Manuel Mozos, Luís Futre e moderação de Mário Jorge Torres

Abril (7): Conferências de Michka Assayas La possession par les voix, Isabel Ermida O nonsense que faz sentido(s): neologismos e jogos de palavras em Rui Reininho, Pedro Félix Ulisses, a academia e os Xutos & Pontapés. O lugar da «letra da canção» no estudo da «popular music» , Eduardo Jorge de Oliveira Distorcer o cânone, Susana Chicó SAGA. Ópera extravagante: Encontros improváveis, Raquel Guerra Mão Morta e “Maldoror”ou os Cantos do Recreio em Poema, Bruno Béu Certo intrigante transmorfismo e belle rue em Pop dell’Arte, Rita Bénis Os anos 80 e as “tribos musicais” do Rock Rendez Vous, Antonio Alías A Glória será não esquecer. O acontecimento português num devir-Joy Division, Duarte Braga Sétima Legião e a mitopoética da cultura portuguesa,Marisa Mourinha“Filhos de Rimbaud” – heranças, bagagens, viagens – de Charlevile a Lisboa
Mesa redonda: Rock e Literatura, com os convidados JP Simões, Fernando Ribeiro, Adolfo Luxúria Canibal, Jorge Ferraz, Gonçalo Tocha e moderação de Patrícia Leal e Fernando Pinto do Amaral

Abril (6): Conferências de Greil Marcus Digging Up the Ground: Bob Dylan on and Off the Page , Américo António Lindeza Diogo Rock, new wave, pós-punk em português: músicas entre letras e poesia., Osvaldo Silvestre A «língua materna» no rock, numa situação periférica com a portuguesa, Alexandre Felipe FiuzaNas margens do rock: a censura estatal e a canção popular portuguesa, João Carlos Callixto As Transversalidades do Rock na Obra de José Cid (1966-1979), Jorge LouraçoFicções de três estrofes: as canções teatrais de Carlos Tê, Natália Maria Lopes Nunes Jorge Palma – O mito de uma geração?, Ana Bigotte Vieira e Pedro CerejoQue é do futuro?, Gonçalo Zagalo e João Diogo Zagalo “Na pandra bomba ainda jinga a hidra samba” – A revolução sintáctica dos Mler Ife Dada.

Março (31): Inauguração da Exposição «No Tempo do Gira-Discos: Um Percurso pela Produção Fonográfica Portuguesa 1960-1980» e visita guiada à mesma com a participação de Rui Nunes, António Tilly, João Carlos Callixto

Março (26): Projecção do filme de The Cramps, Live at Napa Mental Hospital (1978); e Andy Warhol, The Velvet Underground & Nico (1966)

Março (25): Projecção do filme de Dennis Hopper, Out of the blue (1981)

Março (24): Projecção do filme de Barbet Schroeder, More (1969, com música dos Pink Floyd)

Março (23): Projecção do filme de Jean-Luc Godard, Sympathy for the devil (1968, com os Rolling Stones)

 

 2008

Novembro (20-22): Organização, com o Centro de Linguística, da Fifth International Conference of the European Society for Textual Scholarship, intitulada PRIVATE. DO (NOT) ENTER...Personal Writings and Textual Scholarship. Foram apresentadas as conferências From Print to Script por Ivo Castro (U. Lisboa); Authors, moral rights and readers’ interests: conflicts in the exploration of literary archives por Alison Firth (U. Newcastle); How many diaries Anne Frank wrote: 1, 2,3 or 4? por David Barnouw (Netherlands Institute of War Documentation, Amsterdam) e Escritos privados, textos públicos por Francisco M. Gimeno Blay (U. Valencia). Contou ainda com as seguintes comunicações: Transmutation of textual origins: from Darwin’s ‘secret’ notebooks to Beckett’s ‘decreationism’ por Dirk Van Hulle (U. Antwerp); Pessoa’s Notebooks por Jerónimo Pizarro (Centro de Linguística, U. Lisboa); W.B. Yeats’s “Rapallo” Notebooks: Private Writing and the Creative Process por Wim Van Mierlo (U. London); The Private Life of Ballad Manuscripts por David Atkinson (Elphinstone Institute, University of Aberdeen); Inclusive ways of making critical editions por Rita Marquilhas (U. Lisboa); Letters as mediators between private and public space por Marita Mathijsen (U. Amsterdam); A textual poetics for electronic fragments por Manuel Portela (U. Coimbra); Jonson's private philosophical papers por Mark Bland (U. De Montfort, Leicester); From the private to the public: Bordalo Pinheiro’s correspondence in text and images, por M.ª Virgílio Lopes (Centro de Estudos de Teatro, Lisboa); Licensed to sneak: why we should read writers’ secret diaries and unsent letters. (Virginie Loveling’s diary; Karel Van de Woestijne’s correspondence), por Bert Van Raemdonck (Centre for Scholarly Editing and Document Studies / U. Ghent); Very, very personal writings. The notebooks of Ernst Meister por Jan Gielkens (Huygens Instituut, Den Haag); Private writings for public use: Stefanelo Botarga’s theatrical notebooks por María del Valle Ojeda Calvo (U. “Ca’ Foscari”, Venezia); Space as Sign. Material aspects of letters and diaries and their editorial representation, por Rüdiger Nutt-Kofoth (Goethe-Wörterbuch, Hamburg / U. Wuppertal); The “I” in the “dossiers préparatoires” of Zola por Kelly Basílio (U. Lisboa); Haec subtilis ars inveniendi: considerations of João Penha’s literary archive por Elsa Pereira (U. Porto); Variant versions of letters from Italy to King Afonso V of Portugal por Harvey L. Sharrer (U. California, Santa Barbara); On Angelo Colocci's Crosses por Rip Cohen (The Johns Hopkins University); Written in prison: reflections on some writings by the Marquis of Alorna por Vanda Anastácio (U. Lisboa); Is it permissible to publish them? On the edition of four evangelical texts of Murilo Mendes por Ugo Serani (U. “Aldo Moro”, Bari); Lithuanian hand-written books during the period of banning the Lithuanian press (1864–1904) por Mikas Vaicekauskas (Institute of Lithuanian Literature and Folklore Vilnius, Lithuania); It is true that they wrote it por Ángel Rodríguez Gallardo (U. Vigo/U. Lisboa); Particularly public and very private por Paulius V. Subačius (Vilnius U.); «Reconstructing silences». On the study and edition of private letters by the Spanish children evacuated to Russia during the Spanish Civil War por Verónica Sierra Blas (U. Alcalá-SIECE-Grupo LEA); The diplomatic correspondence written by Garrett: between the public and the private letter por Duarte Ivo Cruz (Escola Superior de Teatro e Cinema, Portugal) / Ana Isabel Vasconcelos (U. Aberta, Lisboa); Hipólito da Costa’s journal por Tania Dias (Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro); Harry count Kessler’s Diary por Roland Kamzelak (German Literature Archive, Marbach).

Maio (20) a Junho (20): Exposição O que é o Teatro?, Átrio da Biblioteca

Maio (20): Organização do Dia Aberto, dedicado a alunos do Ensino secundário e profissional, em que se fez a apresentação da investigação em curso no Centro de Estudos de Teatro e um debate com Miguel Castro Caldas: “ler e escrever teatro”.

Maio (19): Organização, com o Centro de Estudos Clássicos, das Jornadas sobre A TRAGÉDIA GREGA, recepções e reescritas. O primeiro painel, intitulado A tragédia na cena actual, teve a participação de Freddy Decreus (Ghent University) com a comunicação "The reptilian brain and the representation of the female in the productions of Theodoros Terzopoulos"; o segundo, intitulado Ensaios sobre a tragédia e o trágico, contou com a presença de José Pedro Moreira (Centro de Estudos Clássicos), "Alguns problemas de tradução e de interpretação no párodo de Agamémnon de Ésquilo”; Sofia Isabel Frade (Departamento de Estudos Clássicos / Centro de Estudos Clássicos), "Lirismo a metro ou uma nova estética euripidiana? As odes corais de Fenícias"; Leontina Luís (Mestre em Estudos de Teatro), “A tragédia em cena : Mourning becomes Electra. Teatro Nacional D.Maria II” e Tatjana Manojlovic (doutoranda em Estudos de Teatro), “Medea’s love: Hélia Correia’s Desmesura. Exercício com Medeia (2006)”.

Abril (17 e 19): Conferência proferida por  Mercedes de los Reyes Peña «Lugares de representación en la España barroca: corrales y coliseos»

Abril (15): Conferência proferida por Luigi Giuliani «Senecan tradition and Italian background in the European Renaissance tragedies»

Abril (12): Conferência proferida por Luigi Giuliani «Manuscript transmission in Spanish golden Age theatre: the case of Lupercio Leonardo de Argensola’s tragedies»

Fevereiro (8): Teatro em Vídeo: projecção de Le baruffe chiozzotte (1966), encenação de Giorgio Strehler, com Tino Scotti, Lina Volonghi, Carla Gravina

Fevereiro (7): Teatro em Vídeo: projecção de La locandiera (1986), encenação de Giancarlo Cobelli, com Carla Gravina e Pino Micol

Fevereiro (6): Teatro em Vídeo: projecção de Arlecchino servitore di due padroni (1993), encenação de Giorgio Strehler, com Ferruccio Soleri e Andrea Jonasson

Fevereiro (4): apresentação, por Sebastiana Fadda, da palestra O teatro de Carlo Goldoni, advogado veneziano, seguida da projecção do filme Mémoires (2006), realizado por Maurizio Scaparro a partir da autobiografia de Carlo Goldoni

Fevereiro (4-9): exibição, no hall de entrada da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, da exposição Vida e obra de Carlo Goldoni, pertencente à Escola Superior de Teatro e Cinema

Fevereiro (2) a Março (14): Exposição Mostra bibliográfica de obras de teatro da colecção Osório Mateus da Biblioteca da FLUL na Galeria de Exposições da Biblioteca da FLUL

Janeiro (31) a Fevereiro (11): organização, com o Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, de uma Exposição Bibliográfica sobre o Carlo Goldoni, patente na Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

 

 2007

Novembro (14-16):Festival de Literatura Irlandesa: ‘RISING TO MEET YOU’, organizado em colaboração com o Centro de Estudos Anglísticos e o Departamento de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa. Teve apoios da Embaixada da Irlanda, Culture Ireland, Casa Fernando Pessoa e Artistas Unidos, e contou com a participação de escritores irlandeses - Derek Mahon, Jennifer Johnston, Enda Walsh – e do académico Nicholas Grene (Trinity College, Dublin). Para além de um serão musical (com Teresa O'Donnell e David Creevy), leitura de poesia (de Derek Mahon) e de um conto (de Jennifer Johnston), a iniciativa incluiu ainda comunicações de João de Almeida Flor, Rui Carvalho Homem, Paulo Eduardo Carvalho, Teresa Casal e Nicholas Grene. Foi organizada, no átrio da Faculdade, e com o apoio do Museu Nacional do Teatro, uma exposição sobre “Autores irlandeses no teatro português” integrando painéis de fotografias de espectáculos e vitrinas com material diverso (cartazes, livros e textos com indicações da Comissão de Censura).

Maio (24):Encontros na Fonte, debate em torno da obra do músico Fernando Mota, moderado por Ana Sereno e Sara Guerra.

Maio (7 e 8): Co-organização, com o Centro de Estudos Anglísticos, do Colóquio Harold Pinter: Encontros.

Maio (3):Cinco Sentidos na Arte, debate em torno da obra do artista plástico Hugo Canoilas, moderado por José M. Justo.

Abril (16): Apresentação, no Auditório da Biblioteca Nacional, do protótipo do CD-Rom Teatro de Autores Portugueses do século XVI.

 

2006

Novembro (10): Conferência pelo Prof. Luís Soares Carneiro (Fac. Arquitectura da Universidade do Porto) sobre Dois Séculos de Teatros Portugueses.

Junho (30): Completação do projecto de recolha de dados sobre o financiamento ao teatro atribuído pelo Serviço de Belas-Artes da Fundação Calouste Gulbenkian (entre 1959-2000) para integração na CETbase.

Maio (12): Co-organização, com o Instituto de Cultura Espanhola e o Departamento de Estudos Germanísticos, do Encontro sobre «A Edição de Teatro».

Maio (4): Conferência de Renato Ferracini (Actor e Investigador LUME/UNICAMP, Brasil), Corpo Subjéctil (ou Corpo-em-arte de actor).

Março (23 e 24): Co-organização, com o Centro de Estudos Comparatistas, do Colóquio Internacional Teatro e Tradução. Palcos de encontro.

Janeiro (16): Ainda no âmbito da iniciativa Shakespeare entre nós, conferência proferida pelo Prof. W. B. Worthen (Univ. Berkeley): Shakespeare and the Digital Culture.

 

 2005

Novembro (28 e 29): Co-organização, com o Centro de Estudos Anglísticos e o Museu Nacional do Teatro, da Conferência Internacional Shakespeare entre nóse da Exposição de materiais relativos à presença de Shakespeare em Portugal pertencentes ao espólio do Museu Nacional do Teatro.

Abril (26 e 29): Jornadas Internacionais História do Teatro e novas tecnologias.

 

 2004

Março (26, 27 e 29): Atelier sobre Gestão das Artes com Jean-Pierre Wurtz (Inspector do Departamento de Artes do Espectáculo do Ministério da Cultura francês).

 

 2003

Junho (6): Apresentação, ao Congresso Gloriana’s Rule – The Life, Literature and Culture of Elizabethan England, organizado pelo Instituto de Estudos Ingleses da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, dos resultados da investigação sobre a presença de William Shakespeare em palcos portugueses: «Shakespeare on the portuguese stage».

Apresentação, ao mesmo Congresso, de duas comunicações temáticas: Shakespeare’s Othello on the Portuguese Stage, por Maria Helena Serôdio e All the proportions changed’: Twelfth Night in Portugal and the evolution of the concept and practice of mise-en scène, por Paulo Eduardo Carvalho.

Março (27 e 28) / Abril (4): Ciclo de conferências com Patrice Pavis, organizado com o apoio do Teatro Nacional D. Maria II, Instituto Português das Artes do Espectáculo e Instituto Franco Português: La mise-en scène: d’oú vient elle, où va-t-elle?, La mise-en-scène aux origines e Análise de encenações contemporâneas (com o apoio de excertos de vídeo).

Janeiro (31) / Fevereiro (3): Ciclo de conferências / seminário de mestrado com Béatrice Picon-Vallin (CNRS): L’Oeuvre de Meyerhold e La scène et les nouvelles technologies.

 

 2002

Outubro: Exposição de trabalhos dos alunos do Curso de Especialização em Estudos de Teatro, no átrio da Faculdade, nos dez anos da sua criação na FLUL.

Junho (11 e 12): Co-organização da extensão do Congresso Internacional Gil Vicente: 500 anos depois no Porto, promovida pelo Teatro Nacional de S. João na Biblioteca Almeida Garrett.

Junho (3-8):O Congresso Internacional Gil Vicente: 500 anos depois, na FLUL: reuniu cerca de 100 participantes, entre assistentes e oradores, representando três gerações de estudiosos da obra de Gil Vicente. A pretexto da celebração da primeira representação de um auto - o da Visitação – em 1502, por ocasião do nascimento do futuro rei João III, pretendeu-se reunir consagrados investigadores da sua obra e dar a conhecer os trabalhos através dos quais os estudiosos mais jovens divulgam no país e no estrangeiro os autos de Gil Vicente. O temário proposto contemplava áreas diversas procurando-se, deste modo, estimular análises que abarcassem pontos de vista interdisciplinares: da presença dos autos na escola, às práticas artísticas que vêm suscitando (teatro, ópera, artes plásticas), mas também estudos comparatistas, culturais, sobre questões de poética e de história das ideias. No âmbito do Congresso, o CET organizou a exposição Vicentina, do Arquivo Osório Mateus, na Faculdade de Letras (antiga Biblioteca).

Abril (7 e 8): Colóquio O homem de costas: O corpo no teatro, cinema, fotografia e artes plásticas, na Fundação Calouste Gulbenkian. Participaram com comunicações: Georges Banu, João Brites, João Lourenço, Madalena Victorino, João Mário Grilo, Pedro Sena Nunes, José David, João Pedro Vaz, Luiz Francisco Rebello, Carlos Porto, Susana Paiva, Fernando Guerreiro, Paulo Eduardo Carvalho, Mário Jorge Torres, Ana Gabriela Macedo, André Barata, Rui Cintra e Maria Helena Serôdio. O colóquio foi acompanhado pela organização de uma exposição da pintura de José David.

Março a Maio: Ciclo de conferências «Segundas Feiras Magnas» no âmbito da Acção Gil Vicente no Teatro Maria Matos: João Nuno Sales Machado, «Gil Vicente visual» (4 de Março), Maria João Brilhante, «Mofina entre o sagrado e o profano» (18 de Março), Graça Abreu, «Lusitânia: o teatro no teatro» (8 de Abril), Cristina Almeida Ribeiro, «Gil Vicente – algumas farsas» (22 de Abril), José Camões «Purgatório Barcas» (6 de Maio), Maria Idalina Resina Rodrigues, «Físicos e Clérigos: fazer rir e fazer pensar» (20 de Maio).

 

 2001

Novembro (23): Participação de investigadores do CET e alunos do Curso de Especialização e do Mestrado em Estudos de Teatro no Fórum de Debate com os dramaturgos escoceses David Harrower, David Greig, Stephen Greenhorn e Duncan McLean, organizado pelos Artistas Unidos e pelo British Council, no teatro A Capital.

Outubro (15): Conferência pelo Prof. Robert Erenstein sobre a Situação dos Estudos de Iconografia Teatral.

 

 2000

Novembro (27 e 28): Jornadas comemorativas do IV centenário do nascimento de Calderón de la Barca na Faculdade de Letras de Lisboa, intituladas Recordar Calderón em Portugal, na FLUL (com o Instituto de Cultura Espanhola da FLUL)

Julho (25): “Lançamento” na internet da CETbase: Teatro em Portugal, uma publicação on-line (ISSN 0874-9663), com sessão de apresentação pública na FLUL

Maio (4 e 5): Colóquio Internacional «Le cercle des Muses – o diálogo das artes» na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (com o GUELF e o Centro de Estudos Comparatistas da FLUL)

Março (21 e 22): Ciclo de conferências com Roger Chartier, do CNRS, no contexto do Projecto «Livro e Leitura: Figurações históricas do autor» e «Entre o palco e a página: Formas de publicação do teatro nos séculos XVI e XVII», na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (em colaboração com o Centro de História da Cultura da Universidade Nova de Lisboa e apoio do Institut Franco-Portugais)

Fevereiro: Exposição no Teatro do Bairro Alto «Osório Mateus: papéis de teatro», dando a conhecer parte dos documentos que pertencem aos Reservados do Arquivo Osório Mateus. Na sua preparação estiveram envolvidos mestrandos de Estudos de Teatro, coordenados por José Camões.

 

 1999

Novembro (2): Co-organização, com o Instituto de Cultura Brasileira, da «Mesa Redonda sobre Teatro Brasileiro», em que participaram os Professores Doutores Luiz Tyller Pirola (Univ. Fed. De Ouro Preto), Dulce Viana Mindlin (Univ. Fed. De Ouro Preto) e Ivete Huppes (UNIVATES – Univ. do Vale do Taquari).

Setembro a Novembro: Co-organização, com o Ramo Educacional da Faculdade de Letras, da acção de formação destinada a formadores: «Ler os clássicos na escola».

Março: Início do projecto de colaboração com o Serviço de Belas-Artes da Fundação Calouste Gulbenkian visando a recolha de dados sobre o financiamento ao teatro através desse Serviço, para digitação e integração na CETbase.

Janeiro a Junho: Co-organização, com o Ramo Educacional da Faculdade de Letras, da acção de formação destinada a professores de português do ensino básico e secundário: «Clássicos do Teatro no reportório escolar».

 

 1997

Dezembro: Lançamento de um número da revista ADE Teatro, da Asociación de Directores de Escena de Espanha (n.ºs 62-63, Outubro-Dezembro), que inclui um dosssiê sobre teatro português actual organizado com a participação de vários investigadores do CET e diplomados da pós-graduação em Estudos de Teatro.

 

 

 1994

Novembro: Início da actividade do Centro de Estudos de Teatro da Unversidade de Lisboa, unidade de investigação n.º 279 da Fundação para a Ciência e Tecnologia, sendo a instiuição de acolhimento a Faculdade de Letras desta Universidade.

Novembro (24 a 29): Co-organização, com a IACT/AICT, em Lisboa, da Reunião do Comité Executivo da Associação Internacional de Críticos de Teatro.