Mapa do Site    |    Pesquisa
Início
topo

Curso de formação

Registo de acreditação: CCPFC/AAC - 100926/18

Práticas teatrais e censura no tempo de Almeida Garrett

A investigação que tem vindo a ser realizada relativa à produção dramática e teatral na primeira metade de Oitocentos – com especial incidência na figura de Almeida Garrett – tem produzido conhecimento que retifica alguns aspetos da História e proporciona novos dados que testemunham uma prática censória pouco estudada, instituída no final dos anos 30, com a criação do Conservatório Real. Trata-se de pareceres emanados por intelectuais, cujo conteúdo torna possível analisar os critérios e a intervenção do poder na atividade teatral.

Este curso de formação constitui um contributo importante não só para a História do Teatro, da Literatura e da Língua, mas também para a História das Mentalidades

Destinatários:
Professores do 3.º Ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário (Grupos de recrutamento 300 e 400)

Acreditação
Número de horas de formação: 12
Registo de acreditação: CCPFC/AAC - 100926/18
A presente acção releva para efeitos de progressão em carreira dos Grupos de recrutamento 300 e 400. (n.º 1 do artigo 8.º, e artigo 9.º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores).

Inscrições
De 17 de Setembro a 12 de Outubro de 2018.
A inscrição na acção de formação — Práticas teatrais e censura no tempo de Almeida Garrett— tem um custo de 35€ e deve ser realizada através do preenchimento do formulário de inscrição e envio do mesmo para o e-mail —  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar e em cc. para  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .
Uma vez registada a inscrição, será gerada uma referência multibanco para que possa proceder ao respectivo pagamento.

Objectivos a atingir
Esta formação tem como objetivos: dar a conhecer documentos inéditos decorrentes da investigação realizada; proporcionar a atualização dos conhecimentos na área da história do teatro português; aprofundar aspetos da vida teatral no tempo de Almeida Garrett; propiciar um novo enquadramento contextual à produção e receção das peças representadas nos anos 40 de Oitocentos, designadamente Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett; divulgar os novos dados e assegurar a sua transmissão, nomeadamente no âmbito da formação de professores.

Conteúdos do curso

Sessão 1 – Seminário (3 horas) - Ana Isabel Vasconcelos e José Camões

Sábado, 13 de Outubro de 2018 | 10.00h-13.00h | Sala 5.2

1. Introdução
1.1 Apresentação da formação: objetivos, conteúdos, bibliografia e avaliação
1.2 Almeida Garrett e a Comissão da Censura Dramática: do articulado legal às práticas instituídas
1.3 Apreciação e análise de documentos coevos: os pareceres dos membros da Comissão de Censura do Conservatório

Sessão 2 – Colóquio (7 horas) - Programa

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018 | 10.00h-18.30h | Sala B1 (Biblioteca da FLUL)

Sessão 3– Avaliação (2 horas) - Ana Isabel Vasconcelos e José Camões

Sábado, 27 de Outubro de 2018. | 10.00h-12.00h | Sala B1 (Biblioteca da FLUL)

Apresentação oral de uma reflexão sobre uma das comunicações do Colóquio. Esta apresentação oral servirá de base à escrita de um texto, também objeto de classificação.

Metodologias

Esta acção de formação pautar-se-á por um trabalho teórico-prático, que decorrerá em três momentos distintos: uma sessão em seminário, onde se apresentam sumariamente os objetivos desta formação, se introduzem os conteúdos e é desenvolvido um trabalho de leitura e análise de documentação que sustenta novos dados e um novo olhar sobre este período da história do teatro português; um Colóquio em que são apresentadas comunicações seguidas de períodos de debate; e uma sessão final para avaliação dos formandos (oral e escrita).

Regime de avaliação dos formandos

Os formandos são avaliados na escala de 1 a 10, sendo atribuída a seguinte percentagem a cada um dos elementos de avaliação:

Participação efetiva: 30%
São critérios de avaliação a presença e a pertinência das intervenções.

Apresentação oral: 30%

É critério de avaliação a pertinência do conteúdo da intervenção e sua estreita relação com a comunicação do orador escolhido.

Trabalho final escrito: 40%
Será avaliado em função dos seguintes critérios gerais:
• Organização do texto
• Clarificação e delimitação do âmbito de análise
• Rigor na abordagem efetuada
• Correspondência com a apresentação oral
• Qualidade da expressão escrita
• Nível de reflexão

Bibliografia fundamental

CRUZ, Ivo (1991). “Garrett e a censura teatral: documentos inéditos do Conservatório”, Colóquio Letras, n.º 121-122, pp. 175-180.

FERREIRA, Licínia Rodrigues (2011). Júlio César Machado cronista de teatro: os folhetins d’A Revolução de Setembro e do Diário de Notícias. Dissertação de mestrado em Estudos de Teatro, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

FILIPE, José Guilherme Mora (2017). O gosto público que sustenta o teatro: subsídios para o estudo da vulgarização do pensamento teatral oitocentista em Portugal. 2 vols. Tese de doutoramento no ramo de Estudos Artísticos, na especialidade de Estudos de Teatro, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

HENRIQUES, Bruno (2014). Teatro D. Fernando: um teatro de curto prazo. 2 vols. Dissertação de mestrado em Estudos de Teatro, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

VASCONCELOS, Ana Isabel (2009). “A Censura, segundo Almeida Garrett”, Sinais de Cena 12,  pp. 24-26.