Mapa do Site    |    Pesquisa
Ensino Mestrados/2º Ciclo Estudos Regionais e Autárquicos Estudos Regionais e Autárquicos - Mestrado

Mestrado em Estudos Regionais e Autárquicos

 

O curso de Mestrado em Estudos Regionais e Autárquicos  resulta de um protocolo entre a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a Câmara Municipal de Cascais e o Instituto de

Cultura e Estudos Sociais . Incorpora a experiência anterior de dois mestrados da Faculdade de Letras de Lisboa que desenvolveram uma frutuosa experiência científica e pedagógica de mais de 10 anos: o Mestrado em Cultura e Formação Autárquica e o Mestrado em História Regional e Local.

O Mestrado está organizado em dois percursos (História e Gestão do Património e História e Identidades Regionais), oferecendo dois conjuntos coerentes de seminários opcionais que permitem aos mestrandos construir uma formação especializada consoante os seus interesses científicos e profissionais. Há dois seminários obrigatórios (1º e 2º semestres) e um diversificado conjunto de opções. Pela sua relevância, há seminários opcionais comuns nos dois percursos.

O plano de estudos contempla diversas ciências humanas, conjugando perspectivas que não se encontram reunidas noutros cursos, na Faculdade de Letras de Lisboa e noutras instituições de ensino superior. O leque de seminários proposto abrange as áreas da História, Geografia, Sociologia, História da Arte, Arqueologia, Linguística e Património Cultural. Pretende-se aprofundar a ligação da FLUL com a comunidade, tendo em atenção a heterogénea actividade cultural dos municípios e a crescente complexidade dos problemas regionais: preservação e fruição do património histórico e cultural; turismo cultural; pressão demográfica ou,ao invés, problemas decorrentes da desertificação.

O curso destina-se a todos os interessados em aprofundar os conhecimentos adquiridos no 1º ciclo e corresponde  às necessidades de preparação de profissionais competentes em campos  tão relevantes como a investigação histórica, inventariação, estudo e preservação dos patrimónios regionais e locais, dinamização de indústrias ligadas ao turismo cultural ou estudo de adequadas políticas culturais tão necessárias a um desenvolvimento regional integrado.

 

OBJECTIVOS

1) fornecer uma formação transdisciplinar no âmbito dos estudos regionais e locais com destaque para a dimensão histórica,  testando conceitos e metodologias actualizadas;

2) alargar a compreensão de problemas portugueses,  estabelecendo nexos entre a escala regional e local e as escalas nacional e transnacional;

3) incentivar a investigação científica  e a criação cultural   nas áreas disciplinares que abrange;

4) aprofundar os serviços da FLUL à comunidade, tendo em atenção a heterogénea actividade cultural dos municípios

A obtenção do grau de Mestre resulta da aprovação da parte curricular do mestrado acrescida de um Seminário de Orientação e da aprovação final de uma dissertação, trabalho de projecto ou

relatório de estágio. No âmbito do protocolo entre a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a Câmara Municipal de Cascais e o Instituto de Cultura e Estudos Sociais, a CMC assegurará um número significativo de vagas anuais para os estudantes que pretendam desenvolver um estágio não remunerado, viabilizando assim uma formação integrada e profissionalizante. No final da parte curricular, se assim o desejar, o mestrando pode solicitar o reconhecimento de um diploma de pós-graduação que, consoante o percurso escolhido, poderá ser em História e Gestão do Património ou em História e Identidades Regionais.

 

CONDIÇÕES DE ACESSO

O curso cumpre-se num total de 120 ECTS (European Credit System Transfer), distribuídos por quatro semestres. Destes, 24 ECTS são cumpridos em seminários obrigatórios e 36 ECTS correspondem a seminários opcionais; 12 ECTS ao seminário de orientação da dissertação de mestrado, estágio ou trabalho de projecto. Os restantes 48 ECTS resultam da apresentação pública de uma dissertação, relatório de estágio ou trabalho de projecto. Cultiva-se a exigência de  investigação original, valorizando-se  o treino de competências científicas e a inovação.

Poderá candidatar‐se a este programa de estudos quem possuir uma licenciatura de 180ECTS (3 anos lectivos). Em conformidade com o disposto na alínea d do artigo 17º do DL 74/2006, poderão candidatar‐se também os: "d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos

Número de créditos ECTS necessário à obtenção do grau:
120

Duração normal do ciclo de estudos (art.º 3 DL-74/2006):
4 Semestres

Número de vagas:

20

Propina semestral:

600 euros

Ramos/Opções/... (se aplicável):

Percurso em História e Gestão do Património
Percurso em História e Identidades Regionais
Percurso de História e Gestão do Património
Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau

 

O CURSO

1) diversidade de disciplinas e áreas científicas reunidas no campo das ciências humanas; diversidade de formação científica dos docentes;

2) nos cursos que se fundiram neste mestrado (Cultura e Formação Autárquica e Estudos Regionais e Locais) verificou‐se uma assinalável diversidade de proveniência dos estudantes do ponto de vista da sua formação (História, História da Arte, Arqueologia, Belas Artes, Arquitectura, Belas Artes, Direito, Línguas e Literaturas, etc.) assim como das respectivas experiências profissionais;

3) acompanhamento científico dos trabalhos de investigação em duração alargada.

4) existência de estágios profissionalizantes que permitem um contacto directo com a actividade de gestãoautárquica

5) plano alargado de visitas de estudo a instituições de carácter cultural, artístico e autárquico

6) colaboração de professores de outras Universidades, nacionais e internacionais, para leccionação de temas e problemas específicos.